Nunca foi tão proveitoso para uma pessoa comum trabalhar em favor e crescer sua marca pessoal online.

Os resultados podem ser excepcionais.

E eu não estou falando de apenas colocar um logo no seu conteúdo e variar entre podcasts para colocar o seu nome lá fora.

Eu estou falando sobre assegurar que as suas ações, mensagens e todos os modos de auto-expressão te tragam mais autoridade.

É aí que a influência se encontra. Esse é o poder do branding.

Nesse artigo, eu vou te dar as melhores dicas para crescer sua marca pessoal online.

Antes de fazermos isso, vamos entender o que significa branding pessoal.

O que é uma marca pessoal?

Como o Jeff Bezos, da Amazon, diz, “branding é o que as pessoas falam sobre você quando você não está por perto.”

E aqui está a tradução disso.

Você tem uma marca pessoal quer você tenha construído ela conscientemente ou não. As pessoas vão falar sobre você de qualquer jeito.

Branding pessoal é sobre controlar a narrativa. É sobre não deixar o sucesso do seu negócio ao acaso.

No final, você decide o que o mundo pensa, sente e fala sobre você.

Não há nada mais poderoso do que isso, se você pensar bem.

Se você não assumir o controle do que está sendo dito sobre você, sua marca vai ser mais vulnerável à desinformação.

Agora, é o seguinte:

Você não pode apenas criar uma história e decidir, “Este é quem eu vou ser.”

Tem que ser uma expressão autêntica de você.

Caso contrário, haverá um afastamento com o seu público, e você não terá uma marca pessoal com poder duradouro.

 

Então, em que tudo isso se resume?

Isso significa que você não pode terceirizar sua marca. Não pode deixá-la à mercê.

Você tem que se responsabilizar por como você se apresenta.

Eu vou te mostrar como.

Vamos ver as estratégias mais eficazes para construir sua marca pessoal.

1. Comece pela história da sua marca pessoal

Existem várias formas de crescer uma marca pessoal online.

Algumas dessas estratégias podem se aplicar a você, e outras podem não ser a melhor aposta.

Esse é o único passo não negociável.

Sem uma história, você não tem uma marca.

A marca de sapatos Toms é um excelente exemplo de uma história de marca convincente.

A empresa existe para melhorar vidas e doar em retorno.

O slogan “One for One” (Um para Um) pode ser encontrado em todas as suas plataformas online, incluindo redes sociais.

A história de marca pessoal é centrada em dois elementos chaves.

Quem é você?

O que você gostaria de alcançar, e para qual propósito?
Descubra essas duas coisas e você terá uma história convincente para contar ao mundo.

Como essas perguntas são um pouco genéricas, vamos entrar em detalhes.

Quem é você?

Considere essas perguntas.

Quais são os seus interesses e paixões?
Quais são os melhores traços da sua personalidade que você gostaria de ampliar?
O que você mais valoriza?
O que você gostaria de alcançar, e para qual propósito?

Considere essas perguntas.

Qual é a sua missão?
O que você quer alcançar?
Que legado você gostaria de deixar?
Quais palavras você quer evocar quando o seu nome for mencionado?
O sucesso da sua marca pessoal depende do quão honestamente você vai responder essas questões.

Quando você tiver a sua história de marca montada, reduza-a a 2-3 frases.

Os elementos visuais da sua marca também contam uma história.

Um estudo mostrou que marcas que usavam um storytelling visual centrado em um personagem específico da marca viram um aumento do engajamento no Facebook.

Isso mostra a importância de testar os seus elementos visuais para ver a que o seu público responde melhor.

Para a sua marca, eu recomendo procurar por trabalhos profissionais.

Use-os em todos os seus pontos de contato de audiência online e offline.

Essa é a expressão mais fundamental do storytelling visual.

Você pode se aprofundar mais ao ter elementos de marca consistentes onde quer que você esteja presente.

Website
Blog graphics
Conteúdo de redes sociais
Cartões de visita
Outras recordações da marca
O objetivo é garantir que haja consistência entre todos os seus canais de marketing.

Em um estudo, mais da metade dos entrevistados atribuiu o crescimento substancial dos seus negócios à consistência da marca.

2. Passe o teste do motor de busca

Você já conseguiu sua história.

Antes que você comece a melhorar sua marca pessoa, você precisa se fiscalizar primeiro.

A história que você quer contar deve estar alinhada com o que já existe.

O jeito mais simples é fazer o teste do motor de busca.

Isto é, limpar sua presença sua online. Você quer que a melhor versão de si mesmo esteja na web.

Se tiver qualquer coisa negativa, agora é o momento para cuidar disso.

Veja como.

Passo #1: Faça uma busca do Google com o seu nome.

Aqui estão algumas dicas.

Certifique-se que o seu nome esteja entre aspas quando você realizar a busca. Caso contrário, você obterá resultados de qualquer página da web que contenha o seu nome ou sobrenome.
Limpe o cache do seu navegador para que você obtenha as mesmas informações que qualquer outra pessoa obteria quando pesquisasse o seu nome.

Passo #2: Navegue pelos resultados.

Veja todas as páginas que você conseguir.

Se o seu nome for comum, isso pode ser um pouco tedioso.

O que você está procurando?

Preste atenção a qualquer artigo e imprensa negativa que não reflitam a visão que você tem para sua marca pessoal.

Se houverem artigos que você escreveu no seu site, você pode excluí-los facilmente.

Se estiver hospedado no site de outra pessoa, você pode pedir, gentilmente, que deletem. Você também pode oferecer um artigo atualizado que seja mais adequado à sua marca.

Você também deve prestar atenção aos perfis de redes sociais que aparecem nos resultados.

Clique e veja se eles são otimizados para o seu público.

Passo#3: Confira os resultados de imagens que aparecem no seu nome.

Busque entre os resultados para identificar qualquer imagem que não sejam representativas da sua marca.

Esperamos que não tenha nada muito desagradável.

Se você quiser investigar uma imagem ainda mais a fundo, clique na imagem e selecione “Visitar página” para encontrar a fonte.

Tente excluir as imagens que você não gosta.

Agora, você deve ter ouvido falar que nada é realmente apagado da internet.

A menos que você seja um mágico super tecnológico, essa é a infeliz verdade.

Então, tenha em mente que essas imagens ou artigos apagados podem sempre aparecer em outro lugar.

É por isso que você deve fazer um teste de motor de buscar continuamente ao invés de fazer somente uma vez.

Para ajudar a ficar por dentro do que está por aí, você pode configurar um Alerta do Google para o seu nome. Não esqueça de colocar entre aspas.

3. Construa e energize sua tribo

Vamos ser honestos.

A sua marca pessoal não vai ter influência se você não tiver um grupo de fãs leais.

Isso é o que a sua tribo essencialmente é.

É um grupo de seguidores engajados que defendem o seu trabalho e o que você representa.

Quando você tem sua tribo, você escapa da corrida tediosa de tentar conseguir a atenção de alguém e de todos.

Tudo o que você precisa é daquele grupo de pessoas.

Como você os encontra?

É fácil.

Passo#1: Certifique-se de que a sua mensagem é personalizada para aquele público ideal.

É aqui que você encontra o meio termo entre quem você é e quem você está tentando alcançar.

Não se deve ter nenhuma desconexão.

É apenas uma questão de assegurar que o seu público é fundamental para a sua história de marca pessoal

É assim que deveria ser.

Pense dessa forma.

Os seus fãs são os heróis.

Você é o personagem que os ajuda a superar os obstáculos e os guia para uma transformação.

Passo #2:Encontre a sua plataforma de influência.

Você pode ter várias plataformas. Elas podem ser tanto online quanto offline.

Mas você precisa de um espaço dominante.

Um site pessoal é uma das melhores plataformas online que você pode escolher. Você pode complementar isso com alguns dos principais canais de redes sociais.

É aí que a sua tribo pode interagir com o seu trabalho e com as suas ideias.

Então, encontre o seu espaço e o domine.

Step #3: Descubra onde o seu público está e os atraia para a sua plataforma

Você decidiu sobre a sua plataforma, mas o seu público não vai apenas encontrá-lo.

Você deve encontrá-los.

Onde eles ficam? Que blogs eles leem? Quais canais de redes sociais eles frequentam?

É assim que você vai encontrar os membros da sua tribo.

Depois de fazer isso, você pode criar um conteúdo valioso para atrair esses fãs para a sua plataforma.

Exponha-os à sua história de marca pessoal.

Se a mensagem funcionar, eles irão segui-lo até a sua base.

Passo #4: Forneça o tipo de valor que manterá o seu público leal à você.

Atrair uma tribo é apenas o começo.

Você precisa mantê-los engajados e energizados.

Descubra qual o tipo de conteúdo funciona melhor com eles e o entregue.

É aí que entra a próxima estratégia.

4. Crie uma estratégia de marketing de conteúdo

Posso falar de uma vez?

Marketing de conteúdo não é opcional.

Não existe um mundo online onde o conteúdo não seja o principal.

Seja posts de blog, vídeos, podcasts ou postagens em redes sociais, você precisa continuar fornecendo valor para o seu público.

Uma estratégia de conteúdo sólida sempre começa com um objetivo.

Felizmente, quando você criou uma história de marca pessoal, você decidiu o que gostaria de alcançar.

O conteúdo que você distribuí deve atender esse propósito.

Se você decidiu que você quer que a sua marca pessoal influencie na geração de rendimento, então o seu conteúdo deve servir os seus funis de vendas.

Você nem precisa colocar conteúdo original o tempo todo.

Por que não buscar o conteúdo de outras pessoas e informá-lo com sua própria voz?

Isso pode ser tão impactante quanto ser original.

Além do tipo de conteúdo que você vai criar, você também tem que pensar nos canais de distribuição disponíveis.

Eu recomendo focar na sua plataforma principal e em um ou dois canais de redes sociais.

5. Faça conexões valiosas através da divulgação

O branding pessoal exige um elemento pessoal.

Relacionamentos são fundamentais para isso.

Algumas pessoas podem te aconselhar a se conectar com pessoas da sua indústria.

Eu digo, faça conexões com pessoas independente da sua indústria.

Você nunca sabe o valor que alguém pode trazer para o seu negócio no futuro.

Lembre-se, branding pessoal não é só sobre negócios. Na verdade, é a melhor arma de gerenciamento de risco que você tem contra a imprevisibilidade dos negócios.

Não importa onde você entra, a sua marca pessoal tem valor. Isso significa que oportunidades irão surgir para você além do seu negócio atual.

Para desbloquear essas oportunidades, os relacionamentos que você forjar são fundamentais.

Aqui estão algumas ideias.

Participe de eventos online e offline.
Junte-se a grupos de redes sociais.
Vá à fórum de nichos e contribua com as questões sendo discutidas.
Seja um convidado em blogs de sites do nicho.
Seja entrevistado em podcasts e vídeos.
Co-crie conteúdos como webinars com influenciadores no seu espaço.

6. Encontre um mentor influente

Eu raramente encontrei alguém que tenha alcançado sucesso substancial sem que tivesse um mentor.

Por que um mentor importa?

Você consegue alguém que possa escutá-lo, aconselhá-lo e que te dê alguns empurrões se preciso.

Isso é fundamental para evitar o tipo de erro que pode te atrasar por anos.

Em relação à construção da marca pessoal, não há nada melhor do que ter um relacionamento de alto nível com uma pessoa influente.

Mas, há um porém.

Mentores vêm em todas as variações.

Embora seja ótimo ter um relacionamento pessoal com o seu mentor, não é completamente necessário. E pode não ser possível para algumas pessoas.

A solução?

Você pode identificar alguém que você tenha em alta estima. Leia o seu conteúdo, ouça seus discursos e siga os conselhos que se aplicam a você.

Você também pode ter um mentor online que se comunica com você por e-mail ou telefone.

O objetivo final é ter alguém que te coloque no caminho certo.

Quais são algumas das características que você deve procurar em um mentor?

Experiência na sua indústria.
Vontade de compartilhar seus conhecimentos e experiência sem reservas.
Que não tenha medo de lhe contar a verdade nua e crua.
Um histórico de sucesso.
Influência na sua indústria.
Tenha em mente que você pode ter mais do que um mentor.

Quando a maioria das pessoas pensa em mentores, eles normalmente imaginam uma pessoa mais velha. Eles esperam que essa pessoa tenha sabedoria o suficiente para revelar todos os mistérios da vida e dos negócios.

Não é assim que funciona.

Os mentores também são pessoas com limitações, como todos nós.

Sendo assim, você pode escolher ter vários mentores, cada um com uma força diferente.

7. Tenha uma estratégia de relações públicas

É fundamental que você busque oportunidades na mídia.

Eu tenho certeza que você já ouviu falar sobre como “toda a imprensa é uma boa impressa”.

Eu discordo.

Uma má imprensa vai prejudicar sua marca pessoal.

Sendo assim, você deve proteger a integridade da informação que está lá fora.

A mídia local pode ser o passo mais fácil. Se conecte com jornalistas locais e ofereça sua experiência.

8. Faça o trabalho

A maioria das pessoas está tentando crescer suas marcas pessoais online.

Mas, sem fazer o trabalho real, a sua marca pessoal não vai ser nada além do que postura. O seu público vai ver através disso e não vai durar.

Então eu te desafio a ir lá fora, criar sua tribo, e aparecer diariamente para servi-los com valor.

Digamos que você quer cultivar uma marca pessoal centrada em ser um profissional de marketing de conteúdo prolífico.

É por isso que coloco tanto esforço na criação de conteúdo compreensivo no espaço de marketing.

Mas não é apenas sobre o conteúdo.

Quais vendas você gerou com base na sua habilidade de comercializar nesse canal?

Quanto reconhecimento você obteve para sua marca com base nos seus esforços de marketing de conteúdo?

Quais objetivos de negócios você cumpriu?

Tenha os resultados para mostrar.

Em um mundo de pseudo-gurus, resultados reais não são uma opção. Eles são tudo.

Conclusão:

“Para estar no mercado hoje, o nosso trabalho mais importante é ser o principal comerciante da marca chamada Você.”

O branding pessoal nunca foi tão útil.

Eu encorajo você a contar uma história com a qual as pessoas possam se identificar.

É assim que começa.

Não fique preso na grandeza de uma “marca pessoal”.

Em vez disso, coloque sua energia nos blocos de construção.

Tenha visão. Controle a narrativa. Execute essa visão.

Não é preciso muito mais do que isso para crescer sua marca pessoal online.

A sua marca pessoal vai ser uma força notável por causa disso.

Quais estratégias você usa para cultivar a sua marca pessoal?

Marketing Digital
Marketing Online
Google Adwords
Facebook Ads
Remarketing
SEO
Marketing de Conteúdo
Como Criar Um Blog
Growth Hacking
Redes Sociais
Marketing de Afiliados
Taxa de Conversão
Automação de Marketing
Tools

Se você precisa de ajuda para implementar as dicas acima ou se deseja simplesmente fazer o seu negócio crescer, fique à vontade para falar comigo.

Eu tenho um objetivo pessoal de fazer com que você e seu negócio sejam um sucesso. 🙂

 

Pin It on Pinterest

Share This